A importância de aumentar a limpeza de casa durante a Primavera

Iniciou a Primavera, época do ano com aumento da presença de flores, cores, elevação de temperatura e… crescimento das reações alérgicas.

O aumento das alergias é muito comum nessa época do ano, principalmente as respiratórias, devido a liberação de pólen que ocorre durante a estação. Sendo assim, as pessoas que possuem alguma doença como asma, rinite alérgica, sinusite ou bronquite, devem redobrar a atenção em relação aos cuidados para prevenção de reações alérgicas.

Apenas no Brasil, a rinite e a asma afetam em média 30% da população, ou seja, mais de 64 milhões de pessoas. E a principal maneira de evitar complicações por conta dessas condições de saúde é aumentando a limpeza de casa - inclusive se não passar tanto tempo no domicílio. Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), a poeira domiciliar é o fator com maior impacto para desencadear reações alérgicas em quem possui diagnóstico para rinite.

Por isso, o artigo irá apresentar cinco dicas de como manter a casa limpa sem prejudicar a estética de nenhum móvel ou objeto, para evitar crises respiratórias leves ou graves.

1. Escolha os produtos corretos

O passo inicial para uma limpeza eficiente é escolher os melhores produtos para serem utilizados. Existem produtos caseiros que são ótimos para limpar a casa, mas é possível recorrer aos produtos comprados no mercado para maior praticidade.

Entre os produtos caseiros mais recomendados para limpeza estão: vinagre, limão e bicarbonato. Eles são mais indicados para remoção de mofos, mas podem ser utilizados para manchas e utensílios também.

Já os produtos comprados no mercado possuem maior número de possibilidade de uso:

- Álcool 70%: permite desinfetar os locais, inclusive piso de cerâmica, deixando o ambiente limpo e livre de ácaros, poeira e pólen.

- Limpador multiuso: além de poderem ser utilizados em diversos cômodos e superfícies, esses produtos não atacam o sistema respiratório se não possuírem cloro na fórmula.

- Panos e aspirador de pó: para evitar fazer com que a poeira se dissipa pelo ar, é melhor optar pela utilização de um aspirador de pó e panos umedecidos, principalmente para quem possui animais de estimação.

2. Use neutralizadores de odores

Também conhecidos como “bloqueadores de odores”, esses produtos podem ser muito úteis para evitar odores desagradáveis na casa e/ou evitar odores que sejam motivo de desencadeamento de crises respiratórias. Além disso, também são ótimos para lidar com os odores de animais de estimação.

Nos mercados eles são vendidos em três formas: líquido, pó e spray. O melhor é analisar qual se encaixa melhor na sua casa.

3. Mantenha o sofá e cama limpos

O sofá e a cama são locais propensos ao acúmulo de poeira e ácaros. Por isso, eles não podem ser deixados de lado na hora de limpar a casa, ok? Algumas dicas para manter esses locais limpos são:

- Troque a roupa de cama a cada semana.

- Limpe o sofá e o colchão periodicamente. O ideal é limpar uma vez por mês, mas você pode precisar limpar uma vez por semana caso esteja muito sujo.

Para ver como limpar o sofá corretamente, dependendo do material dele, clique aqui.

4. Mantenha os livros e as estantes limpas

Para pessoas que possuem prateleiras ou estantes abertas e expostas, é possível que além do acúmulo de poeira nos móveis, haja acúmulo nos livros. Além de afetar as obras, isso pode fazer com que crises respiratórias sejam agravadas ao passar muito tempo no cômodo dos livros ou pegar algum deles para leitura.

Por isso, é importante que a sua coleção de exemplares esteja sempre limpa. Mas como fazer a limpeza adequada sem afetar as obras?

- Use uma flanela de microfibra seca para remoção da poeira. Para limpar os cantinhos, opte por uma escova de dentes passada de leve.

- Se necessário, utilize uma máscara facial para limpeza, para evitar que o pó entre em contato com o sistema respiratório.

- Caso o livro esteja muito empoeirado, opte pelo uso do aspirador de pó para remover o excesso de poeira.

- Em caso de mofo na obra, use um pano umedecido com vinagre de álcool e seque com um algodão seco.

5. Mantenha o banheiro e os rejuntes limpos

Por ser um ambiente com muita umidade, os banheiros podem ser locais em que o mofo apareça. Por isso, o banheiro é um ambiente importante de ser limpo corretamente a fim de evitar problemas respiratórios.

A mistura de limão, bicarbonato de sódio e vinagre de maçã é uma ótima saída para limpeza do rejunte do banheiro encardido - muitas vezes resultado de mofo.

Organizar apartamento: saiba 29 dicas para organizar o seu!

Para quem mora em um apartamento pequeno, muitas vezes parece impossível manter o local organizado. Porém, para organizar apartamento é preciso criatividade e planejamento. Desse modo é possível aproveitar todos os espaços e ter conforto e praticidade.

Quer saber como organizar o seu apartamento? Neste texto vamos mostrar dicas incríveis! Não importa se você mora em um pequeno apartamento ou se dispõe de mais espaço, mostraremos como aproveitar todos os ambientes da sua casa de forma prática. Confira!

Invista em cozinhas planejadas para aproveitar todos os espaços

Normalmente a cozinha dos apartamentos dispõe de pouco espaço para adicionar muitos itens. Para superar esse problema uma alternativa é investir em uma cozinha planejada. Para isso, é preciso considerar o valor investido. Desse modo, pondere o custo-benefício e veja se vale a pena ou não realizar esse investimento (ainda mais se o imóvel não for seu).

Caso essa seja uma opção viável, contrate uma empresa confiável para o projeto e não se esqueça de conversar sobre as suas expectativas em relação ao resultado. Além disso, pense também em integrar outros ambientes da sua casa, como exemplo a sala de jantar.

Integre os ambientes

Para aumentar o espaço do seu apartamento, uma solução excelente é integrar ambientes. Como exemplo, você pode pedir para que seja integrada a cozinha a sala de jantar e assim fazer com que o espaço pareça maior. Esse modelo de integração, chama-se cozinha americana e é muito popular por ser simples de ser realizado.

Não se esqueça de medir todos os cômodos

Essa dica pode parecer óbvia, porém muitas pessoas se esquecem de medir todos os cômodos da casa antes de começar a comprar os móveis e assim acabam comprando itens muito grandes ou muito pequenos para o ambiente. O resultado é um espaço pouco aproveitado e gasto de dinheiro, por isso não se esqueça de medir todos os cômodos e saber antecipadamente a medida de toda mobília que for comprar.  

Use suportes no banheiro

Caso você não queira furar as paredes do seu banheiro, mas ainda assim quer ter mais espaço para guardar seus produtos de pele e cabelo, uma ótima alternativa é investir em suportes no banheiro. Esses são excelentes em banheiros pequenos, uma vez que podem ser colocados na porta do banheiro ou ainda pendurados no box.

Além disso, caso o imóvel não seja próprio, você enfrentará muito menos dificuldade em colocar e em retirar esses suportes, uma vez que não é necessário realizar furos na parede.

Use separadores nas gavetas do guarda-roupas

Dicas essenciais para organizar apartamento - Limpando Tudo
Organizadores de gaveta para guarda-roupa

Quem nunca tentou organizar uma gaveta, precisou colocar diferentes itens no mesmo local e ficou com a sensação de que ela estava completamente desorganizada, não é mesmo? Para evitar esse problema manter separadores nas suas gavetas pode ser a melhor solução.

Esses organizadores são extremamente fáceis de serem encontrados e podem auxiliar a organizar as gavetas do guarda-roupas de forma muito mais eficiente. Como exemplo, você pode manter roupas intimas separadas, ou ainda organizar sapatos e produtos de beleza e higiene dentro das gavetas com esses separadores.

Use caixas para organizar o armário de alimentos

Uma dica para quem quer manter separados os alimentos dentro dos armários da cozinha e comprar caixas plásticas ou aramadas. Você pode adicionar etiquetas em cada uma das caixas e as deixar dentro dos armários. Isso facilita a preparação das refeições e mantém todos os itens visíveis, o que facilita também na hora de preparar a lista de compras.

Use caixotes para guardar livros

Os caixotes são perfeitos para quem tem muitos livros, mas não dispõem de espaço para arrumar todos em prateleiras. Além disso, caso você tenha filhos, os caixotes são também uma ótima opção para guardar os brinquedos, os livros e os materiais dos pequenos.

Para deixar os em harmonia com a decoração da sua casa é possível ainda usar tinta spray para pintar de uma só cor, ou ainda usar a criatividade para desenhar no caixote. Veja algumas inspirações que poderão ajudar você.

Use lixeira acoplada no móvel da cozinha

Outra forma de tornar o espaço da cozinha maior é usar a lixeira acoplada aos armários. Ao pedir para que seja incluído um espaço para lixeira ela não ficará exposta na cozinha e fará com que o local pareça mais organizado. Sendo assim, você pode pedir para que feita uma lixeira embutida dupla, assim é possível separar o lixo orgânico do restante do lixo e assim há mais praticidade para separação e descarte do lixo.

Use prateleiras de canto para otimizar o espaço

Para otimizar os cantos sem uso do seu apartamento, você pode adicionar prateleiras. Desse modo sobra mais espaço no chão ao mesmo tempo em que a decoração se torna muito mais moderna e elegante. Nelas é possível não somente adicionar objetos de uso da rotina, mas também itens de decoração que deixarão a sua casa de acordo com o seu gosto.

Invista em cama box com baú para armazenar objetos

Para quem tem muitas roupas e ainda precisa dividir o espaço do guarda-roupas com a roupa de cama, toalhas e outros itens, uma alternativa é comprar uma cama box com baú embutido. Além de economizar o espaço da seu guarda-roupas, ainda é possível guardar outros objetos nesse local (como livros) e assim aumentar o espaço.

Organize as tampas de panela em suporte

As tampas das panelas ocupam grande espaço no armário. Para evitar esse problema uma alternativa excelente é usar suportes nas portas dos armários para organização. Para isso é possível pendurar barras de metal na porta e pendurar as tampas. Assim sobra mais espaço para guardar outros itens dentro dos armários e facilitar o uso.

Use gaveteiros para organizar maquiagens e bijuterias

Para quem mora em um apartamento pequeno, é praticamente impossível adicionar uma penteadeira somente para organizar maquiagens e bijuterias. Para auxiliar nessa tarefa, você pode comprar gaveteiros. Esses possuem muitas gavetas e divisórias e podem ser mantidos dentro de armários ou ainda em cima de uma mesa. Assim seus itens de beleza não se perdem e são mantidos em apenas um local.  

Organize a lavanderia com organizadores sob medida

Esse é o espaço da casa em que sempre acabamos deixando de lado quando o assunto é organização e limpeza. Isso acontece porque ele é normalmente o lugar em que usamos somente para lavar as roupas ou para depositar os itens de limpeza. Entretanto esse local precisa ser arrumado adequadamente.

Para isso você pode investir em organizadores feitos sob medida. Assim é possível guardar todos os produtos de limpeza de forma eficiente. Quer entender mais sobre a organização e limpeza da lavandeira? Então não deixe de acessar o nosso artigo [BS1] sobre o assunto!

Use um escorredor de louças dentro da pia

Como organizar apartamento - Limpando Tudo
Escorredor de pia para organizar cozinha pequena

Ter um escorredor de louças próximo a pia ajuda muito na hora de lavar e organizar a louça. Porém, em muitos apartamentos o espaço usado por esse item acaba retirando a opção de organizar outros objetos no local. Para evitar esse problema uma ótima alternativa é ter um escorredor de louças que pode ser deixado dentro da pia após a lavagem.

Invista em uma cabeceira multifuncional

Outra forma de aumentar o espaço útil do seu quarto é investir em uma cabeceira multifuncional. Com a inclusão de uma pequena prateleira esse local terá mais espaço para guardar livros, objetos de decoração ou ainda outros itens úteis para você.

Guarde eletrodomésticos pequenos em gavetas e armários

Para ganhar espaço em sua bancada, você pode guardar eletrodomésticos pequenos em gavetas ou dentro dos armários. Como exemplo, você pode guardar o seu liquidificador, batedeira ou airfryer e somente o retirar do armário quando for preciso usar.

Invista em móveis com rodinhas

Comprar móveis muito pesados e difíceis de serem mudados de local pode ser uma grande dor de cabeça em apartamentos pequenos. Isso porque se você precisar alterar o móvel de local para ganhar espaço em algum momento do dia, essa pode se tornar uma tarefa muito desconfortável. Para evitar esse problema invista em móveis com rodinha que são muito fáceis de serem mudados de local além de trazerem um ar mais moderno para sua casa.

Use espelhos e papel de parede para melhorar a luminosidade

Apartamentos com pouco espaço e iluminação podem parecer menores do que já são. Para acabar com esse problema, uma solução excelente é usar espelhos e papel de parede. Desse modo você pode colocar um espelho bem em frente a janela e assim aumentar a claridade e sensação de profundidade do ambiente.

Crie alternativas para o sofá

Muitas salas não conseguem alocar um sofá grande sem que seja usado o espaço de passagem. Por isso, uma alternativa para quem deseja ter mais espaço disponível, mas não se importa em não ter um sofá em casa é usar cadeiras acolchoadas ou ainda puffs. Esses além de ocuparem menos espaço podem ainda ser alterados de ambiente sem grande esforço.

Divida os ambientes

Caso você more em um apartamento em que não há divisão entre o quarto e a sala, é possível usar móveis para delimitar os espaços. Como exemplo, uma estante com vários nichos pode ser a divisória perfeita entre os cômodos, ou ainda um banco acolchoado na ponta da cama.

Invista em um guarda-roupa sob medida

Da mesma forma que ter uma cozinha planejada ou encomendar armários específicos para a lavanderia pode ser excelente para aumentar o espaço útil da sua casa, você pode investir em um guarda-roupas sob medida. Assim você pode manter o local mais funcional. Lembre-se aqui também que caso o imóvel não seja seu é preciso pensar muito bem antes de realizar esse investimento.

Use uma sapateira sob medida

Além de encomendar um guarda-roupas, você pode pedir para planejar uma sapateira pensada exclusivamente para o seu quarto. Além disso, caso você não tenha como encomendar uma sapateira, é possível também comprar uma de pano e a colocar dentro do seu guarda-roupas ou ainda atrás da porta do seu quarto.

Prateleiras acima da porta

Outra forma de aproveitar o espaço do apartamento é colocar prateleiras acima das portas. Nelas você pode colocar itens de decoração e outros que julgar necessários.

Use cestos organizadores

Uma medida excelente para guardar mantas, roupas de cama e outros tecidos é o uso de cestos organizadores. Esses combinam muito bem no quarto, nos banheiros e na lavanderia e com certeza vão trazer um ar mais elegante para sua casa.

Use um baú como mesa de centro

Para quem quer usar uma mesa de centro na sala e mesmo assim não quer perder espaço, é possível usar um baú. Nele pode-se colocar fios e objetos eletrônicos que são pouco usados. Para deixar esse objeto mais harmônico com sua casa você pode pintar ele.

Tenha móvel com nichos no quarto

Outra forma de tornar o quarto mais espaçoso é escolher móveis com nichos para o ambiente. Assim você consegue guardar pequenos objetos nesse local além de colocar itens de decoração.

Tenha móveis que se expandem e dobram

Ter uma mesa dobrável pode ser ótimo para usar em espaços pequenos. Isso porque, logo após o uso você pode dobrar a mesa e a guardar em outro local. Assim o ambiente torna-se mais dinâmico e espaçoso.

Utilize o lado de fora da geladeira

Você pode usar o lado de fora da geladeira para colocar um pequeno organizador suspenso e assim guardar temperos e outras especiarias. Além disso, é possível também adicionar nesse local uma lousa em que você pode adicionar recados ou listas de tarefas.

Invista em prateleiras altas

29 dicas para organizar seu apartamento corretamente - Limpando Tudo
Prateleiras são ótimas aliadas na organização de apartamentos e espaços pequenos

Mesmo que seja mais difícil alcançar prateleiras altas, uma boa alternativa é instalar prateleiras para aumentar o espaço útil. Como exemplo, caso você tenha somente uma prateleira em um ponto baixo ou médio da sua cozinha, considere instalar uma outra um pouco mais acima para aumentar o espaço.

Ao longo deste texto mostramos como organizar apartamento de forma prática e funcional! Para isso apresentamos 29 dicas para quem deseja manter esse local arrumado, mesmo que disponha de pouco espaço para organização. Sendo assim, mostramos dicas que vão desde o uso de espelhos para melhorar a luminosidade, como também investir em móveis planejados.

Gostou de entender mais sobre a organização de apartamentos? Então não deixe de acessar o nosso artigo Veja como limpar a casa de maneira organizada e produtiva!

Veja 12 dicas para a organização de brinquedos

Não tem como ter criança e brinquedo e ao mesmo tempo ter uma casa arrumada, não é mesmo? Apesar de na maioria das vezes a resposta for sim, existem formas de organizar os brinquedos dos filhos de forma eficiente, criativa e prática, o que cria um ambiente arrumado e bonito. Portanto, apesar de ser difícil manter os brinquedos em seus devidos lugares, esse não é um trabalho impossível.

Quer saber como preparar a organização de brinquedos? Neste texto explicaremos 12 dicas para manter uma boa organização, mesmo sem espaço ou mesmo com crianças ativas. Confira!

Faça uma pequena brinquedoteca

Fazer uma brinquedoteca não é sinônimo de luxuosidade ou para pessoas mais bem afortunadas, na verdade a brinquedoteca é apenas um canto em que os brinquedos são guardados e um espaço para brincar. Ou seja, pode ser uma estante, alguns gaveteiros e até um baú no seu quarto ou sala, se você colocar a limitação que aquele lugar é para brincadeiras, ele vira uma brinquedoteca.

Como organizar brinquedos da forma correta - Limpando Tudo
Confira neste artigo as melhores dicas para organização de brinquedos

Isso é necessário, pois faz com que a criança entenda que existe lugar apropriado para brincar e é naquele espaço e somente lá em que ela deve deixar seus brinquedos. Portanto, você gera educação e praticidade!

Mantenha os brinquedos em lugares acessíveis

Manter os brinquedos do seu filho em uma caixa em cima do guarda-roupa não é a melhor ideia, isso porque você retira a liberdade de escolher brincar e consequentemente tira a responsabilidade de arrumar e guardar de volta no lugar. Ou seja, você precisa colocar os brinquedos onde seu filho alcança, assim você pode ensiná-lo sobre organização e como ela é importante.

Mas esse não é um processo espontâneo, você deve mostrar para ele o que e como fazer depois de brincar, ou seja, converse com ele sobre a necessidade da organização e depois mostre como é fácil esse processo. Dessa forma, seu filho cria consciência e desenvolve mais responsabilidade.

Estimule seus filhos a organizar os brinquedos com você

Como dito antes, o processo de organização não é espontâneo, ou seja, se você não explicar para seu filho o motivo dela e não o ensinar a fazer, dificilmente você terá os brinquedos arrumados. Isso acontece pois o filho tem a tendência de imitar os pais, sendo assim, quanto mais organizada for sua casa e seus atos, mais seus filhos também serão.

Não se preocupe em fazer grandes arrumações e limpezas são necessários apenas pequenos atos como levar o prato na pia, guardar sua roupa no lugar certo ou arrumar sua cama. Qualquer indício de organização já é o suficiente, mas lembre-se: nunca arrume os brinquedos sozinha, sempre convide e espere seu filho para ele realizar o processo.

Separe os brinquedos sem uso para doação, conserto ou para reciclagem

Conforme seu filho vai crescendo ele pode perder interesse ou   quebrar os brinquedos, dessa forma é essencial fazer um quadro geral dos brinquedos, ou seja, separe todos que não são usados por qualquer motivo e categorize-os. Primeiro defina quais serão doados, pois funcionam, mas seus filhos perderam o interesse.

Dicas para organização de brinquedos - Limpando Tudo
Separar brinquedos para doação é uma ótima forma de organizar

Depois pegue os brinquedos quebrados ou em mau funcionamento e decida se vale a pena consertar e devolver para seu filho ou apenas reciclar, se ele não sentir mais interesse. Sendo qualquer uma dessa, você ainda ensina o desapego e a seleção para seu filho, ou seja, ele começa a entender o que ele precisa e gosta do que não tem necessidade.

Organize os brinquedos por setores e coloque etiquetas

A criança precisa desenvolver a consciência sobre a organização de brinquedos, por isso é fundamental criar um sistema simples e eficaz, nada muito complexo ou cheio de mecanismos diferentes. Portanto, separe em categorias fáceis de se lembrar, por exemplo: carrinhos, bichos de pelúcia, lego, jogos e bonecas.

Dessa forma, você pode separá-los em caixas e colocar o nome da categoria nela bem exposto e legível, assim a criança consegue identificar fácil, tanto para achar quanto para guardar. Existem outras opções, como prateleiras e gavetas, mas as caixas são elementos fáceis de manusear e simples de arrumar. Ou seja, praticidade e agilidade na organização!

Use caixas organizadoras

Como dito antes, as caixas são objetos ideais para se ter na organização, isso porque elas podem otimizar o espaço e facilitar a arrumação. Elas são simples e podem ser do tamanho das necessidades dos brinquedos, portanto, é um objeto prático e ágil que não deve ficar de fora da organização.

Sem contar que as caixas organizadoras podem ser decoradas ou escolhidas de acordo com gostos e estilos diferentes, portanto, sua organização pode ser mais criativa e ainda ajudar a decoração. Você pode fazer dessa versatilidade um benéfico a seu favor entretendo a criança e estimulando ela a guardar seus brinquedos nas caixas escolhida por ela mesmo.

Utilize cestas coloridas

Uma forma de fazer uma organização eficaz e barata é utilizar cestos, o qual é outro objeto muito prático e versátil, isso porque ele pode ser encaixado em diferentes lugares e pode abrigar quase todo tipo de brinquedo. O cesto pode ser comprado, reutilizado e com certeza pintado para dar personalidade e criatividade ao quarto.

Usar cestos coloridos podem mudar o ambiente e claro, você pode combiná-los com a cor da decoração do seu quarto ou da sua brinquedoteca. A criatividade não tem limites e quanto mais legal ficar sua decoração, mais a criança se envolverá no processo de organização.

Saiba como limpar a sua mesa de vidro em nosso artigo Como limpar mesa de vidro!

Use prateleiras para ampliar o espaço

As prateleiras são estruturas ideais para a organização de brinquedos, pois são lugares fáceis de se ver e também fáceis de guardar, portanto, a criança consegue facilmente identificar onde e como deve arrumar seus brinquedos. Você e seu filho podem pensar juntos e por exemplo colocar em cada nível de estante um brinquedo diferente.

Essa inclusão da criança é necessária para entender que ela é responsável pelos seus brinquedos assim como a organização deles. Assim sendo, deixe elas escolherem os formatos, cores, decorações e outras escolhas, assim você transforma esse processo em uma tarefa divertida e eficiente.

Use nichos para organizar os brinquedos

Além das prateleiras, os nichos também são boas escolhas, isso porque eles podem ser mais versáteis e com certeza mais criativos. Essa maior flexibilidade dos nichos faz com que a organização seja mais fluida e mais eficiente, já que eles proporcionam espaço suficiente e chamam a atenção da criança.

Nesse contexto, incluir as escolhas da criança também é fundamental, principalmente porque os nichos podem ser feitos em formas de desenhos, como carrinhos, flores e outros. Sendo assim, a criança consegue ver o que ela acha mais bonito e você consegue identificar com qual ela se adapta mais.

Separe um espaço para desenho e estudo

Não misture as atividades, brincar é diferente de desenhar que é diferente de estudar, portanto, não junte todas elas em apenas um espaço. Por exemplo, tenha nichos e prateleiras em um canto do quarto e tenha uma mesa do outro para estudos e desenhos para a criança aprender a diferenciar qual atividade ela terminou e qual ela começou.

Isso deve ser fundamental, pois quando ela for desenhar, por exemplo, ela entenderá que a atividade de brincar acabou e, portanto, deve guardar e organizar seus brinquedos novamente. É uma forma de ensinar a seu filho a organização de forma implícita e simples.

Lembre-se sempre de higienizar os brinquedos

Os brinquedos são objetos que ficam no chão e passam por superfícies que podem acumular sujeira e poeira, portanto é preciso limpá-los regularmente. Isso porque muitas crianças colocam os brinquedos na boca, então você consegue prevenir o contágio de doenças, por exemplo.

Para limpar esses objetos é necessário apenas a velha e boa solução de água com detergente neutro, fácil e simples de limpar. Mas não se esqueça de incluir seu filho nesse processo também, afinal ele precisa aprender sobre limpeza tanto quanto precisa sobre organização.

Estimule os pequenos a manter o ambiente organizado

melhores dicas para organizacao de brinquedos limpando tudo
melhores dicas para organizacao de brinquedos limpando tudo

Organização é um hábito, portanto, você deve ensinar a criança a fazer esse processo mais de uma vez. Uma dica é criar uma rotina, por exemplo, um dia a cada 15 dias ou um dia por mês é necessário separar os brinquedos e organizá-los.

Claro que também é necessário sempre ensiná-lo a guardar seus brinquedos depois das brincadeiras, mas lembre-se: nada de brigar, bater ou assediar, apenas tenha uma conversa didática e de opções ou escolhas que envolvam a organização. Desse modo a criança se adapta fácil a esse processo.

Neste texto explicamos que a organização de brinquedos é essencial para ensinar a criança como fazer um processo simples, eficiente e até divertido. É necessário pensar em opções como caixas, prateleiras, nichos e até a criação de um canto próprio para brincar, mas nunca se esqueça de incluir a opinião e gostos do seu filho, assim ele se sente mais incluído e consequentemente mais inclinado a participar da organização.

Gostou das ideais de organização? Então leia o nosso artigo Como limpar computador por dentro e por fora!

Como organizar brinquedos

Cuidar de crianças não é uma tarefa nada fácil, entre ajudar com as lições, cuidar da alimentação e higiene, ainda é preciso saber como organizar brinquedos para que a casa não se torne uma verdadeira brinquedoteca bagunçada. Apesar de parecer uma tarefa difícil, ela não é nada impossível se você usar as dicas certas.

Quer entender mais sobre o tema? Então continue lendo este texto! Vamos mostrar para você não somente como organizar os brinquedos dos pequenos, mas também como manter eles organizados durante a rotina. Além disso, diremos como você pode envolver o seu filho no processo de organização. Confira!

1.    Como organizar brinquedos: faça uma pequena brinquedoteca (cantinho dos brinquedos)

Se houver espaço no quarto do seu pequeno, ou um quarto em que há espaço livre, faça uma pequena brinquedoteca para o seu filho. Não há necessidade de reservar um grande espaço aqui, mas um local em que todos os brinquedos do seu pequeno ficarão e ele poderá brincar.

Mostre para ele também que esse é um espaço reservado para ele brincar. Ensine que aquele é o seu local de lazer e que ele deve cuidar de cada brinquedo e da organização daquele espaço específico da casa.

2.    Envolva os pequenos no processo de organização

De nada adianta organizar os brinquedos todos os dias para que os pequenos baguncem em menos de cinco minutos, não é mesmo? Por isso envolver eles no processo de organização não somente fará você ter auxílio do seu filho nesse processo, como também mostrará desde cedo que eles precisam ter cuidado com a arrumação dos seus objetos.

Sendo assim, para começar a criar o hábito de arrumação no seu filho comece a observar como ele se organiza. Assim, ao invés de impor os seus próprios métodos de organização, você poderá incentivar o seu filho a desenvolver sua própria forma de se organizar.

Após entender como seu filho se organiza, o ideal é criar regras e rotinas básicas. Desse modo, você pode escolher um horário do dia (manhã, tarde ou noite). Além disso, você deve deixar claro para o pequeno o que é esperado dele e quais são as suas funções na organização diária dos brinquedos. Por fim, não deixe de conversar com ele sobre os motivos de a arrumação dos brinquedos ser essencial para todos, mostre que ele também é prejudicado pela desorganização e que ele precisa auxiliar para manter um bom ambiente.  

3.    Separe todos os brinquedos quebrados e sem uso para doação e ou reciclagem

De nada adianta guardar brinquedos quebrados ou sem uso. Por isso, em conjunto com o pequeno separe tudo o que precisa ser restaurado, doado ou para reciclagem. Assim, seu filho entenderá que é preciso se desapegar dos objetos sem uso desde cedo e, além disso você terá mais espaço para organizar os brinquedos que ainda são usados.

Se você não sabe onde entregar os brinquedos, conheça o Programa Nacional de Reciclagem de Brinquedos Hasbro. Esse programa tem como objetivo proporcionar o descarte correto dos brinquedos ao mesmo tempo em que arrecada fundos para instituições sem fins lucrativos.

4.    Deixe os brinquedos ao alcance das crianças

Para que as crianças realmente possam auxiliar no processo de organização é essencial que os brinquedos sempre estejam ao seu alcance. Sendo assim, busque sempre deixar os brinquedos em lugares baixos e de fácil acesso aos pequenos, seja na sala ou no quarto.

Sendo assim, caso seja possível, tente projetar os móveis para que o ambiente fique espaçoso e acessível para os pequenos. Além disso, tente fazer com que os móveis tenham bastante espaço para organizar os brinquedos de diferentes formas sem atrapalhar a organização geral da casa.  

5.    Como organizar brinquedos: utilize cestas

Uma boa alternativa para organizar os brinquedos nos móveis é usar caixas organizadoras infantis, elas são extremamente fáceis de serem encontradas em lojas de decoração e podem auxiliar muito quando você está inserindo o seu filho na organização dos brinquedos.

Sendo assim, é possível comprar diversas caixas de diversos tamanhos e cores para arrumar os brinquedos. Assim você pode combinar com seu filho que as caixas de determinadas cores são para determinados brinquedos e a organização ficará mais dinâmica e fácil.

6.    Use prateleiras para ampliar o espaço

Outra ótima solução para guardar os brinquedos dos pequenos é os armazenar em prateleiras, lembrando que eles sempre têm de estar disponíveis para as crianças, por isso não os deixe em prateleiras muito altas. Desse modo, escolha as prateleiras mais baixas dos móveis para essa função.

Sendo assim, após escolher as caixas e/ ou cestos em que os brinquedos serão colocados, os organize em prateleiras. Além disso, você ainda pode usar os brinquedos para decorar o quarto das crianças e assim manter alguns fora das caixas para que o quarto fique com a cara do seu pequeno.

7.    Aposte em estantes multiuso

Caso você não tenha espaço para guardar os brinquedos no quarto da sua criança, uma boa opção é apostar em estantes multiuso para a tarefa. Isso porque é possível as colocar em qualquer ambiente da casa, seja no quarto ou em outro cômodo sem atrapalhar.

É possível adicionar a quantidade de prateleiras que você precisar. Desse modo, é possível manter os brinquedos organizados sem a necessidade de ocupar espaço no quarto. Além disso, essas estantes são normalmente coloridas, o que auxilia na identificação de onde devem ser guardados os brinquedos pelo pequeno.

8.    Organize o cantinho de estudos e desenho

como organizar brinquedos

Além de manter os brinquedos em apenas um local em que devem ser organizados é preciso também deliminar um espaço para que o pequeno possa estudar, desenhar ou passar seu horário de lazer. Por isso, não deixe de separar um pequeno espaço ou concentrar todos os materiais em uma caixa.

Nele coloque todos os materiais do pequeno e o ensine a usar somente quando ele precisar realizar as tarefas escolares ou quando desejar brincar com lápis e papel. Mostre que esses itens, assim como os brinquedos, tem um local específico e precisam também de organização.

9.    Reaproveite potes de vidro para organizar os brinquedos

Uma ótima opção para organizar peças pequenas, como Lego, são potes de vidro (como os de geleia). Além disso, você pode usar esses potes para organizar outros brinquedos menores, ou ainda guardar lápis e pincéis no cantinho de estudos.

Caso não se sinta seguro mantendo um pote de vidro nas mãos dos pequenos, outras ótimas soluções são os potes de plástico (como os de iogurte) ou ainda pequenas caixas com divisórias que muitas vezes são vendidas para guardar bijuterias ou parafusos.

10. Use caixas organizadoras de plástico

Uma ótima alternativa para quem quer entender como organizar brinquedos é usar caixas organizadoras de plástico. Elas podem ser compradas com ou sem tampa e, assim como os cestos para organizar brinquedos, podem ser usadas de diferentes formas.

Como exemplo, as caixas com tampas podem ser usadas para guardar os brinquedos pequenos que podem facilmente se perder, como Lego ou blocos para montar. Já as caixas grandes podem ser usadas para guardar bonecos e carrinhos. Além disso, essas caixas são normalmente transparentes, o que faz com as crianças consigam entender com mais facilidade onde fica cada brinquedo.

11. Como organizar brinquedos: setorize os brinquedos e use etiquetas

Como já dissemos anteriormente, manter os brinquedos organizados por critérios específicos pode facilitar e muito a organização. Sendo assim, não deixe de setorizar os brinquedos de acordo com o que for melhor para o seu pequeno, seja por frequência de uso, por tipo de brinquedo ou outro critério.

Além disso, algo que pode ser extremamente útil, ainda mais se o pequeno já consegue ler algumas palavrinhas, é etiquetas as caixas e prateleiras de acordo com os critérios escolhidos por vocês. Assim todos os envolvidos na organização saberão sempre onde está cada brinquedo em específico.

12. Instale nichos

Assim como guardar os brinquedos em prateleiras ajuda na decoração e acesso dos pequenos, outra solução extremamente eficiente é o uso de nichos. Esses normalmente são pequenos e não ocupam muito espaço nos ambientes, além de serem práticos.

Lembrando novamente que é preciso manter todos os objetos os brinquedos ao alcance das crianças, logo os nichos não devem ser fixados em lugares altos.

13. Use uma estante horizontal para organizar livros

Além de organizar os brinquedos em caixas e nichos, outra ótima opção é reservar também espaço para os livros do seu pequeno. Para isso, uma solução é comprar uma estante horizontal para essa tarefa. Por serem pequenas, elas costumam não ocupar muito espaço e ainda ajudam a criança a identificar o nome de cada livro.

Lembrando que todos os brinquedos e objetos que são de interesse da criança na hora do lazer devem ficar acessíveis. Por isso, na hora de fixar esse móvel, não deixe nunca de considerar que o seu pequeno deverá ter acesso fácil e, portanto, a estante não deve ser alta.

como organizar brinquedos

Ao longo deste texto mostramos como organizar brinquedos de forma prática e organizada. Dissemos que apesar de parecer uma tarefa complicada, ela não é nada impossível e ainda pode ser um momento divertido entre você e o seu filho.  

Gostou de saber como organizar os brinquedos de casa? Então não deixe de continuar acompanhando o nosso site para receber mais dicas sobre limpeza e organização.

Aprenda a organizar gavetas da maneira correta e manter a organização

Costumamos esquecer as gavetas e as coisas que deixamos nela. Porém, você sabia que como organizar gavetas interfere diretamente na organização do ambiente onde ela está?

E não é só isso: a organização de gavetas é um coringa para otimizar a rotina. Saber como organizar gavetas também é a melhor forma de garantir que os objetos pequenos não desapareçam.

Como organizar gavetas corretamente - Limpando Tudo
Confira neste artigo as melhores dicas para organização de gavetas

Por exemplo: Quem nunca perdeu hora, procurando o fone de ouvido? Ou ainda, quantas vezes deixamos o entregador esperando por causa daqueles 50 centavos que temos certeza de que está “por aqui”, mas não encontramos?

As gavetas são compartimentos próprios para se alcançar facilmente itens que utilizamos rapidamente, ao mesmo tempo em que também servem para acomodar peças frágeis, e até mesmo aquelas que usamos de vez em quando.

É claro que, como toda e qualquer organização, não existe uma “receita de bolo”. Afinal de contas, organizar alguma coisa só funciona de fato se ela facilita a sua vida, e se você consegue manter tudo em seu devido lugar por mais tempo.

Mas, para dar-lhe aquela forcinha, separamos as melhores dicas de personal organizers para você caprichar na organização de sua gaveta!

Como organizar gavetas começa com desapego

A coisa mais normal do mundo é jogarmos os pequenos objetos nas gavetas de qualquer jeito. Da mesma forma, quando acumulamos papeis como contas, notas fiscais, extratos etc. sem qualquer organização.

A consequência disso é simples: bagunça. Por isso, é importante iniciar a organização de gavetas com um belo desapego.

Não tenha dó! Vire todas as gavetas para baixo sobre uma superfície e separe tudo em grupos: não são usados, usa-se pouco, são usados com frequência.

Dos objetos e papais que não são usados, separe aqueles que, por alguma razão, você deve manter e aqueles que você pode jogar fora.

Estabeleça categorias para a organização de gavetas

Agora que você separou os itens por frequência de usos, separe também por categorias: gaveta de roupas íntimas, de camisetas etc.

Como organizar gavetas mudando a função dos objetos

Que existem divisórias como opções de como organizar gavetas, já estamos carecas de saber. Mas, você já pensou sobre a ideia de utilizar objetos destinados para outros fins para facilitar a sua organização de gavetas?

Sabe aquela caneca super bonita, mas que não é boa para tomar líquidos? Você pode utilizá-la como porta-trecos em sua gaveta.

Além disso, você pode reciclar potes de vidro (especialmente azeitona), xícaras personalizadas etc.

Organize gavetas com canos de PVC

Você sabia que uma opção de como organizar gavetas que é bem acessível é utilizando canos de PVC? Basta comprar um e cortar em tamanhos iguais. Se você quiser personalizar, pode forrar com papel crepom, papel contact ou folhas de jornal, ficará lindo!

Um ótimo exemplo de como organizar gavetas com cano de PVC é guardando os cabos: HDMI em um, carregador de celular em outro e assim por diante.

Reaproveite e personalize caixas usadas

Além dos canos de PVC, caixas de ovos, caixas de cereais, rolos de papel higiênico e outros materiais de papelão que costumam ser jogados fora também podem ser grandes aliados na hora de como organizar gavetas.

As caixas de ovos, por exemplo, podem guardar bijuterias pequenas, como pares de brincos e pingentes.

Como organizar gavetas com forminhas  

As forminhas são velhas conhecidas de quem faz doces e artesanato, por serem muito úteis para dar formas específicas. E você sabia que elas podem ser grandes aliadas para ajudar na organização da gaveta?

A regra é clara: explore a sua criatividade e tudo o que estiver disponível! Pode ser forminha de alumínio, de silicone, formas de gelo etc. Se você preferir, decore com papel contact, pinte, faça colagens etc.

Otimize a organização de gavetas com etiquetas

A melhor forma de como organizar gavetas e mantê-las organizadas por mais tempo é colocando etiquetas.

Quando temos crianças, ou contratamos diaristas, é muito fácil bagunçar o espaço porque não se sabe qual é o espaço certo de tal coisa. Ou ainda, alguém mudar de lugar e depois não lembrar onde colocou.

Por isso, além de falar que tal objeto fica em determinada gaveta, é necessário garantir que todos obedeçam. Dessa forma, além de avisar verbalmente, é importante deixar tudo marcadinho e bem-sinalizado com as etiquetas.

Agora que já vimos dicas gerais de como organizar gavetas, você verá algumas dicas mais específicas de organização de gavetas de camisetas, de roupas íntimas, e, é claro, como organizar gavetas do banheiro e também as gavetas da cozinha.  

Como organizar gavetas de camisetas

Como organizar sua gaveta de camisetas - Limpando Tudo
Dicas de organização para gaveta de camisas

Uma gaveta é “o que tem pra hoje” para colocar as suas camisetas? Não se preocupe, pois mesmo com o espaço reduzido, é possível fazer uma boa organização de gavetas e facilitar a sua rotina.

Em primeiro lugar, você precisa dobrar as suas camisetas, garantindo que todas fiquem do mesmo tamanho. Se você não conseguir fazer esta “façanha”, é possível comprar um gabarito de camisetas, que nada mais é do que uma forma já pronta em uma medida específica por tamanho.

Agora, separe as camisetas por cores, assim você terá mais acesso a elas, sem precisar perder tempo procurando por aquela camiseta de um filme específico para ir ao cinema assistir a sequência.

Separadas por cores, as camisetas ainda podem ser organizadas por estilos: camisetas lisas de um lado, e do outro camisetas estampadas. Você tem muitas estampas de um estilo? Então, agrupe-as. Aproveite para colocar uma etiqueta para saber onde começa um grupo e outro.

Aproveite que todas as camisetas estão dobradas do mesmo tamanho para colocar todas elas em pé. Funciona mais ou menos como um arquivo. Assim, ao pegar uma camiseta, você não corre o risco de amassar as outras, muito menos ter uma “avalanche de camisetas”.

A mesma organização de gavetas funciona para roupas fitness, que costumam ser confeccionadas em um tecido mais mole e, consequentemente, é muito mais fácil de bagunçar.

Como organizar gavetas de roupas íntimas

Como organizar gavetas pode ser uma tarefa bem complicada quando possuem peças que utilizamos todos os dias – ou mais de uma vez ao dia. Esse é, justamente, o caso da organização de gavetas de roupas íntimas.

Calcinhas e cuecas acabam ficando bagunçadas com facilidade, já que são peças de roupas pequenas. Por isso, a melhor dica para manter a organização da gaveta é comprando um organizador, encontrado no mercado ou em lojas online por valores que variam conforme o seu material.

Além disso, há organizadores próprios para sutiãs de bojo, que não apenas ajudam na organização, mas protegem a peça para que não deforme e, consequentemente, perca a sua durabilidade.

Como organizar gavetas do banheiro

Geralmente, o banheiro possui gavetas grandes, que costumam ser utilizadas para guardar roupas sujas. Contudo, não é algo que recomendamos, já que elas podem ser acomodadas num cesto de roupa suja que, dependendo do modelo, pode ser até mesmo um elemento de decoração.

Desse modo, como organizar gavetas do banheiro fica muito mais fácil se você aproveitar o tamanho dessa gaveta para organizar produtos próprios como shampoo, condicionador, protetor solar, hidratante, sabonete etc.

Você ainda pode guardar outros produtos como algodão e cotonete podem ser colocados em potes organizadores.

Como organizar gavetas na cozinha

A gaveta da cozinha é outro lugar que costuma ser muito complicado de organizar, já que toda vez que abrimos com um pouco mais de força e rapidez, os talheres e outros utensílios saem do lugar.

Mas, não se preocupe, porque, ao mesmo tempo que é complicado, como organizar gavetas da cozinha torna-se muito simples quando sabemos o que fazer.

Geralmente, uma cozinha possui várias gavetas, não apenas na pia, mas também nos móveis como balcão, armários etc. E essa já é uma grande facilidade, pois tem espaço de sobra para acomodar tudo.

Então, comece a organização de gavetas pelas que estão mais perto e, consequentemente, em mais evidência. Coloque nela os utensílios que você mais utiliza. Sugerimos começar pelos talheres.

Para otimizar ainda mais a organização de gavetas de talheres, você pode colocar divisórias com um espaço para cada coisa: colheres de sopa, garfos, facas, talheres de sobremesa, colheres maiores, conchas etc.

Nas gavetas de baixo, você deve colocar itens por ordem de uso: gavetas de vasilhas – e suas respectivas tampas, gavetas para itens de limpeza utilizados na cozinha, panos de prato, utensílios maiores como rolo de macarrão etc.

Sobrou espaço? Como organizar gavetas também pode acomodar temperos, chás, bolachas, biscoitos etc.

Como não organizar gavetas

Já falamos muito sobre a organização de gavetas, certo? Agora, é importante falarmos sobre formas equivocadas de como organizar gavetas. Em outras palavras, maneiras que até parecem que funcionam no início, mas que, ao longo do tempo, vai acontecendo uma verdadeira bagunça.

Dicas essenciais de organização de gavetas - Limpando Tudo
O que você não deve fazer para manter suas gavetas organizadas

Você gostou de nossas dicas de como organizar gavetas? Seguindo estas dicas, com certeza você vai manter a organização de gavetas muito mais prática, clean e, consequentemente, poderá manter cada coisa em seu devido lugar por mais tempo.

Para isso, é muito importante ter disciplina, especialmente nas primeiras semanas, para não ceder à tentação de fazer aquela bagunça. Mas, com o tempo, você perceberá que vale muito à pena, especialmente quando não haver mais imprevistos causados por objetos perdidos numa gaveta que parece ter espaço para guardar tudo e nada ao mesmo tempo.

Continue navegando em nosso blog para mais dicas de organização e limpeza!

Saiba como organizar quadros na parede com elegância

Como organizar quadros na parede é uma questão muito importante, já que esta é uma tendência atemporal e que dá a qualquer parede vazia um ar de sofisticação e de personalidade.

Com quadros, é possível contar uma história da família, transformar a casa em uma verdadeira galeria de artes, homenagear a sua banda favorita com posters, dar um ar vintage ao cômodo com posteres de filmes ou até mesmo emoldurar seus desenhos ou do seu filho.

Dicas de como organizar quadros - Limpando Tudo
Confira neste artigo as melhores dicas para organização de quadros

E por que a organização de quadros é tão importante? Em primeiro lugar, porque há quadros de todos os tipos, cores, temas e tamanhos. E, é claro, há inúmeras opções para composições.

Nesse mar de oportunidades, é necessário ter bom senso, já que é importante criar um estilo harmônico e que polua o ambiente com excessos.

O mais interessante em como organizar quadros é misturar regras com a liberdade. Ou seja, adequar algumas instruções que dão bom gosto e harmonia à organização de quadros, mas que, ao mesmo tempo, seja algo leve, que não pareça que foi feita seguindo diversos critérios.

Como organizar quadros é simples e complexo ao mesmo tempo e, por isso, preparamos este artigo com sugestões de especialista em decoração de ambientes. Você vai aprender dicas de organização para ajudar-lhe a dispor todos os seus quadros e objetos de parede por layout e cômodos.

O que você precisa saber sobre como organizar quadros na parede

Neste exemplo, temos quadros com a temática "primavera", mas, além disso, podemos ver uma paleta de cores formada por tons de rosa, verde, azul, roxo e o branco, que são cores que se complementam.

Como já dissemos – e é importante reforçar – a regra é e não ter regras ao mesmo tempo. Por isso, há alguns detalhes que você precisa saber antes de como organizar os quadros na parede, inclusive dicas de ouro para tornar qualquer decoração de ambiente sofisticada.

Pense na ocupação do espaço

A primeira coisa a se pensar em como organizar quadros na parede é, obviamente, o tamanho da parede em relação ao espaço. Em seguida, analisar quais são os móveis que estão no cômodo.

A dica de ouro é: pensar na organização de quadros de modo a equilibrar os espaços vazios e aqueles que terão os quadros. A última coisa que queremos é uma poluição visual e deixar o ambiente carregado, certo? Da mesma forma, não é nada bom deixar um quadro “pititico” em uma parede de 3 metros.

A regra é cara: paredes grandes devem ter quadros grandes, para que possam ser observados de longe. Já os quadros menores podem ser colocados em paredes que permitem que nos aproximemos para olhar os detalhes.

Não dê margem para erros!

Um dos maiores problemas de como organizar quadros é acabar pendurando ou colando um quadro na parede, ver que ficou torto e, quando consertar, acabar arrancando uma parte da tinta.

Colocar os pregos sem nenhum critério também pode ser uma má ideia pois, na hora da organização de quadros pode não ficar como você queria e, das duas uma: ou ficar preso a uma decoração que você não gostou, ou ficar com uma parede toda furada que, para consertar, será necessário gastar com massa corrida ou mais uma demão de tinta.

Mas, qual será a maneira mais adequada de fazer com que isso não aconteça? É mais simples do que parece, basta usar uma fita crepe! Basta traçar uma linha que será responsável por deixar o quadro retinho.

Além da fita crepe, outra estratégia muito simples é utilizar jornal, papelão ou pedaços de papel para ter uma noção exata de como os quadros ficarão na sua parede.

Para isso, corte o papel do tamanho certinho do quadro e coloque na parede. Dessa forma, você não só confirma se o posicionamento está correto, como também checa se o layout geral da organização de quadros na parede e/ou do cômodo está harmoniosa, o que elimina qualquer risco de pecar pelo excesso ou pela falta.

Padronize a altura dos quadros

A regra padrão é: o quadro deve estar na altura dos olhos, para que não seja necessário erguer muito a cabeça ou abaixá-la para olhar. Em paredes comuns, indicamos que a altura exata de como organizar quadros é de 1,6 metros ou 1,7 metros. Se a parede for mais alta, o quadro pode ficar ainda mais no alto.

Você vai colocar um quadro sobre um móvel? Então, este deve ser colocado numa distância de 25 centímetros.

Equilibre as cores

Em primeiro lugar, vamos falar sobre as paredes. É bacana que as cores das paredes e os quadros se harmonizem entre si. Há maior ou menor contraste? As cores são semelhantes ou opostas? As cores são quentes ou frias?

A dica é utilizar uma paleta de cores ou um círculo cromático, que possuem as cores primárias, secundárias, terciárias e, é claro, os sobretons.

Você pode, por exemplo, pendurar o quadro neutro em uma parede de cores mais vibrantes e o oposto também acontece: dar vida a uma parede neutra ou clarinha com quadros de cores vibrantes.

Também é importante organizar os quadros pensando na harmonia de cores: dois quadros claros sendo colocados lado a lado não são tão chamativos como um com cores claras e outro com cores mais fortes.

Cuide da harmonia entre os quadros

Vai colocar mais quadros em uma parede? Então, pense em como ter uma harmonia entre eles. Com isso, cada um terá sua importância na organização dos quadros. Complemente as peças com base nos tamanhos, cores, temáticas, etc.

Faça um casamento perfeito entre os quadros e as molduras

As molduras são elementos que dão maior sofisticação ao quadro. Mas, para fazer um “casamento perfeito”, é importante seguir algumas dicas:

Ilumine o quadro

Você gosta de ter uma iluminação no cômodo à noite, não apenas para deixar a decoração mais sofisticada, como também dar mais conforto quando tiver que passar de um cômodo para outro? Então, combine iluminação com o quadro!

Você pode embutir a lâmpada no teto, por exemplo, ou ainda colocar uma luminária de parede. É importante que a iluminação esteja a 50 cm ou 60 cm de distância do quadro.

Como organizar quadros na parede com diferentes padrões  

Um dos maiores desafios de como organizar quadros na parede é como padronizar o alinhamento quando colocamos mais de um quadro, tanto quando eles são do mesmo tamanho como de tamanhos diferentes.

Mais uma vez, reforçamos que a ideia é padronizar os quadros de maneira que exista leveza na organização dos quadros, como se você não tivesse pensado muito para fazê-lo.

Como organizar quadros na parede: por eixo

A primeira dica para fazer um alinhamento equilibrado é analisar qual é o padrão das imagens: é horizontal ou vertical?

As imagens do eixo horizontal são, como o nome já diz, horizontais e que geralmente possuem molduras retangulares. Já as verticais, cujos formatos costumam variar um pouco mais, possuem a imagem vertical.

É claro que você pode, ainda, criar um layout que junte alinhamento por eixo vertical e, ao mesmo tempo, horizontal. Veja abaixo uma inspiração para como organizar quadros por eixo:

Aqui temos dois exemplos de como organizar quadros na parede utilizando eixos. As imagens retratadas são cartões postais da cidade de Nova Iorque, sendo que no lado esquerdo podemos ver que elas seguem o eixo horizontal e, no lado direito, vertical.

Um truque para que a organização de quadros de tamanhos diferentes seja um sucesso é se inspirar em formas geométricas.

Como organizar quadros na parede: quadrado

Um dos padrões de alinhamento mais utilizados é formar um quadrado, ou seja, alinhar a parte superior, lateral e inferior dos quadros para que as dimensões do grupo inteiro sejam iguais.

Há diversas possibilidades: você pode tanto alinhar quadros com o formato quadrado; colocar um quadro maior que será o destaque e alinhar quadros menores ao lado dele, etc.

Nesta organização de quadros em quadrados, a paixão por gatinhos é transformada em arte!

Como organizar quadros na parede: retângulo

Da mesma forma que a dica de organização de quadros anterior, você pode dispor os quadros na parede formando um retângulo. Coloque um maior para ter destaque e disponha quadros menores simetricamente.

Esta organização de quadros possui um layout retangular e mostra diversos símbolos da cultura japonesa.

Como organizar quadros na parede: alinhamento na base inferior

Se você acha que como organizar quadros na parede a partir de formas geométricas é uma coisa muito rígida, pode experimentar uma forma mais leve de organização de quadros.

Uma ideia interessante é alinhar apenas a parte inferior, deixando as laterais e a parte superior mais livre.

Aqui, a história da família foi contada com quadros de diferentes tamanhos, mas que possuem um alinhamento na base inferior.

Como organizar quadros na parede: alinhado com móveis

No seu cômodo existe algum móvel de destaque como, por exemplo, um aparador, um sofá, uma mesa etc.? Então, aproveite para colocar um quadro para aumentar ainda mais a presença.

É muito importante centralizar o quadro com esse móvel, para que haja harmonia entre eles. É possível colocar um quadro grande, um quadro-mosaico de uma pintura só ou ainda vários quadros. Nesse último caso de como organizar quadros, a harmonização do ambiente fica ainda melhor se eles estiverem bem alinhados.

Nesta imagem, como organizar quadros na parede se alinhou com a escrivaninha.

Como organizar quadros na parede inteira

como organizar quadros limpando tudo
Como fazer decoração de parede inteira com quadros

Você gosta de uma decoração mais irreverente e cheia de estilo? Então, saiba que como organizar quadros na parede inteira pode ser muito interessante. A melhor coisa é que você pode usar diferentes tamanhos sem medo de errar.

Preto e branco é a combinação do vintage, e está cada vez mais ganhando espaço na decoração de ambientes. Uma parede inteira com quadros monocromáticos cai muito bem com um sofá de cores vibrantes.

Como organizar quadros na parede: molduras como padrão

Você não consegue encontrar nenhum padrão e como organizar quadros na parede está complicado? Já pensou em padronizar a partir da moldura? Basta colocar na mesma parede quadros que possuam o mesmo estilo de moldura, cor, tonalidade, etc.

No exemplo, vemos a vida feliz de uma adolescente, sendo que como organizar quadros na parede foi padronizado a partir de molduras que possuem cor igual à madeira utilizada na cama e no espelho.

Apesar de todas estas dicas de como organizar quadros na parede, com certeza você tem total liberdade para deixar o seu estilo ditar as regras. Varie o tamanho dos quadros, as cores das molduras, etc.

Sugestões de organização de quadros na parede por cômodos

Quem é muito fã de quadros costuma querer encher todos os cômodos de quadros, não é mesmo? Porém, como organizar quadros na parede em um cômodo depende de alguns detalhes além do estilo dos moradores e tudo o que vimos até agora. Obviamente, o maior padrão para a organização de quadros na parede por cômodos é combinar com a proposta do cômodo. Parece confuso? Não se preocupe, pois como organizar quadros na parede é muito mais simples do que parece e você vai saber tudo sobre isso agora!

Quarto

Dos cômodos, como organizar quadros na parede do quarto é aquela que tem mais possibilidades. Isso porque, é claro, tem muito a ver com o estilo de quem ocupa o quarto.

Porém, há algumas instruções para facilitar a organização de quadros no quarto:

No exemplo, temos um quadro em mosaico retratando a imagem de um jardim ao pôr-do-sol, que harmonizou com a coloração da madeira da cama.

Sala de estar

A sala de estar é um dos melhores lugares para organizar quadros na parede. Para escolher os melhores e deixar a decoração ainda melhor, é bacana combinar a temática dos quadros e a moldura com o estilo da decoração.

Se a decoração é clássica, você pode utilizar quadros com réplicas de obras clássicas, paisagens etc. Já decorações mais contemporâneas pedem quadros mais modernos, tais como pinturas abstratas, com figuras geométricas etc.

Tome cuidado também com as cores da sala. Se o cômodo tiver paredes e móveis de cores muito vibrantes, cuidado para não deixar o ambiente pesado com quadros de tonalidades fortes. Se o cômodo tiver cores mais neutras, você pode ousar mais em como organizar quadros na parede.

Normalmente, costumamos pendurar quadros atrás do sofá. Para equilibrar a decoração, deixe uma distância entre 30 cm entre o quadro e o móvel.

A decoração da sala da imagem foi pensada em tons terrosos, muito comuns em uma decoração clássica. Com isso, os quadros escolhidos foram réplicas de obras antigas.

Sala de jantar

Na sala de jantar, o clássico do clássico é decorar a parede com Natureza Morta, com uma organização de quadros com temas como frutas, jarros etc. Agora, se a sala de estar for mais moderna e/ou integrada à cozinha, você pode optar por pinturas abstratas.

A sala de jantar foi decorada com um único quadro contemporâneo, que retrata prédios e um pôr-do-sol feito por uma decomposição de cores quentes. Para equilibrar com o restante da decoração, a toalha de mesa também possui um tom alaranjado.

Corredor

O corredor costuma ser estreito demais para ter móveis. Por isso, como organizar quadros na parede é a melhor alternativa para fazer a decoração deste espaço. Prefira quadros dispostos horizontalmente e que tenham o mesmo tamanho.

Para combinar com o corredor com piso de madeira e paredes de cor marfim, a organização de quadros na parede foi feita com fotos de girassóis. Para complementar, colocamos um tapete coral.

Hall de entrada

Você tem um hall de entrada, mas não sabe muito bem como valorizá-lo? Além de itens básicos como um aparador, você pode tanto apoiar quadros no objeto como pendurar quadros na parede. Sugerimos que sejam poucos quadros, no máximo dois, para combinar com um espaço que costuma ser pequeno e discreto.

Aqui, a família está retratada em porta-retratos colocados sobre o aparador. Para completar a decoração, temos samambaias penduradas na parede, copos-de-leite num vaso de cerâmica, um espelho e um quadro maior retratando uma paisagem.

Cozinha

Geralmente, o design da cozinha é composto por linhas retas, não apenas os azulejos do piso e da parede, mas também dos eletrodomésticos e dos móveis. Por conta disso, os quadros são responsáveis por trazer ânimo e vida à cozinha.

Como é um lugar mais acolhedor, onde se faz comida caseira, sugerimos que os quadros possuam temáticas leves.

Tome muito cuidado com os quadros que você colocará na cozinha, pois a gordura e o vapor podem danificar a peça se não houver uma limpeza adequada.

Para dar vida à cozinha com eletrodomésticos negros, foram colocados azulejos cor-de-rosa entre a bancada e os armários, além disso, podemos ver três quadros pequenos com a temática de frutas vermelhas.

Escritório

O escritório geralmente possui um estilo mais sóbrio, para não desviar a atenção de quem trabalha ou estuda no cômodo. Por isso, recomendamos que como organizar quadros na parede do escritório mantenha a sobriedade.

No subcapítulo que falamos do alinhamento dos quadros com os móveis, vimos uma sugestão de organização de quadros em um escritório. Lembrando que, especialmente em um local de trabalho e estudo, é bacana usar a psicologia das cores como aliada: tanto o azul como o verde são cores que estimulam a criatividade e ajudam na concentração.

Banheiro ou lavabo

Quadros no banheiro ou lavabo é uma novidade para muitas pessoas. Porém, uma organização de quadros torna esses ambientes mais acolhedores e esteticamente mais agradáveis e sofisticados. É importante lembrar que dificilmente uma visita entre no seu quarto ou na cozinha, mas, é bem provável que ela precise visitar o seu banheiro ou lavabo, e é aí que a organização de quadros na parede ganha o seu merecido destaque.

É claro que há alguns detalhes importantes para manter o bom gosto na hora de como organizar quadros nas paredes do banheiro ou lavabo: cômodos pequenos pedem quadros mais discretos e com tamanhos reduzidos.

Se o cômodo tiver pouco espaço disponível, você pode pendurar um quadro ou um jogo de quadros pequenos acima do vaso sanitário. Mas, se tiver mais espaço, pode colocar ao lado do espelho, valorizando ainda mais esse objeto indispensável.

Você tem uma banheira? O que acha de deixar o ambiente ainda mais sofisticado colocando quadros na lateral? Certamente, o momento de cuidar de si mesmo ficará ainda melhor e mais relaxante!

Na imagem, podemos ver que como organizar quadros na parede do banheiro está em harmonia com a cor da banheira e do azulejo. Além disso, flores brancas trazem paz e tranquilidade, que é tudo o que precisamos ao tomar um belo de um banho relaxante, não é mesmo?

Escada ou embaixo dela

Por último, mas não menos importante, temos a escada. É claro que colocar quadros para acompanhar o alinhamento da escada já é tradição.

Porém, basta ver grupos de decoração nas redes sociais para entender que a principal dúvida das pessoas costuma ser: o que colocar no “buraco” que a escada deixa embaixo dela. Será que é um espaço inútil? Vazio? Ou é uma boa opção de como organizar quadros na parede?

O que acha de preparar um cantinho de leitura, com direito à uma organização de quadros que deixe o local cheio de estilo?

Para tornar o cantinho de leitura bem aconchegante, foi colocada uma poltrona reclinável bem confortável, uma iluminação para não forçar a visão e, é claro, como organizar quadros na parede foi feito com paisagens que passam tranquilidade. Um vaso de plantas pendurado na parede valorizou a organização de quadros e deixou o ambiente ainda mais vivo.

Como colocar os quadros na parede

Falamos muito sobre como organizar quadros na parede, mas agora, precisamos tratar de uma parte essencial: como colocar os quadros na parede.

Para decidir qual é a melhor maneira, você precisa conhecer bem a sua casa e/ou apartamento, especialmente se não tem fiação elétrica ou canos, para evitar acidentes.

Com isso em mente, saiba as maneiras mais conhecidas de colocar os quadros na parede.

Pregos e parafusos

Pregos e parafusos ainda é a maneira mais tradicional de como organizar quadros na parede.

É interessante colocar uma marcação à lápis para garantir que o prego fique no lugar adequado para que o quadro fique reto. Se o quadro tiver 40 centímetros de largura, por exemplo, a marcação deve ser feita onde representa 20 centímetros de largura do quadro, ou seja, a metade.

Para pendurar o quadro, incline ligeiramente o prego para cima no momento da martelada. Sugerimos utilizar uma fita crepe sobre a marcação onde o prego será pregado, para não estragar a tinta.

Ganchos

Ganchos já são velhos conhecidos para pendurar chaves e roupas, não é mesmo? Mas, você sabia que servem perfeitamente para como organizar quadros na parede?

Para isso, é importante que os ganchos sejam discretos e que suportem o peso do quadro em questão.

Massa adesiva

Se você deseja fixar pôster e quadros leves na parede sem depender de fita crepe, pode aproveitar a massa adesiva, que não fica aparecendo, o que deixa a organização de quadros mais clean.

Velcro

Outra opção para quadros mais leves é o velcro. É importante se atentar que aguenta até 500 gramas, não mais que isso.

Fita dupla face

Dicas essenciais para organização e decoração com quadros - Limpando Tudo
Fita dupla face pode ser uma ótima ferramenta e muito prática na hora de colocar quadros na parede

A fita dupla face é uma das maneiras mais utilizadas de como organizar quadros na parede hoje em dia. Isso porque uma fita fina costuma aguentar suportar bem o peso do quadro.

Além disso, outra vantagem é que é bem mais prática e pode ser uma opção para locais que não podem ser perfurados. Basta fixar bem a fita na borda e colocar na parede.

O único problema da fita dupla face é que, se você errar e tentar tirar, é muito provável que um bom pedaço da tinta vá junto. Por isso, tome muito cuidado para não errar – siga a nossa dica de utilizar uma fita crepe.

Você gostou de nossas dicas de como organizar quadros na parede? Com elas, com certeza você terá um ambiente sofisticado e que valorize o seu estilo!

Aprenda como limpar caixa de areia do seu bichinho corretamente

Cuidar de um bichano é quase igual cuidar de um filho e como limpar caixa de areia é uma das principais tarefas. É claro ninguém merece uma caixa de areia suja e soltando odores, não é mesmo?

Melhores dicas para limpeza de caixa de areia - Limpando Tudo
Confira neste artigo as melhores dicas para manter a caixa de areia do seu bichinho sempre higienizada

Mas, você sabia que até mesmo o gato se incomoda com uma caixa de areia suja? Afinal de contas, os felinos são muito limpinhos e organizados (tanto que eles mesmos tratam de enterrar as “caquinhas”). E, aliás, ficar com as patinhas sujas é algo que eles simplesmente odeiam.

É muito importante dar um ambiente confortável para que o gato possa fazer as necessidades. Caso contrário, é muito provável que ele comece a fazer isso em outros lugares da casa, especialmente na sua cama.

Por isso, a limpeza da caixa de areia é algo que você não pode deixar de lado. E não é só isso: se você tiver mais de um gato, também é importantíssimo que você tenha uma caixa de areia para cada um deles.

Sem mais delongas, veja como limpar caixa de areia e, é claro, o que você precisa e qual é a regularidade adequada.  

O que você precisa para fazer a limpeza da caixa de areia

A limpeza da caixa de areia superficial, ou seja, no dia a dia, fica muito mais fácil se você tiver os equipamentos adequados. Mas não se preocupe, pois a maioria deles é comercializada na forma de kit, com a própria caixa de areia.

Mas, caso precise comprar, aqui está a lista, inclusive se você quiser/puder gastar um pouquinho mais para ter mais praticidade ainda:

Com que frequência fazer a limpeza da caixa de areia

A limpeza da caixa de areia superficial é simplesmente remover a urina e as fezes da caixa. Como limpar a caixa de areia superficialmente deve ser feito duas vezes por dia, ou ainda todas as vezes que você ver que a areia está suja.

Melhores dicas de como limpar caixa de areia - Limpando Tudo
O que você precisa saber para limpar a caixa de areia do seu bichinho

A frequência de como limpar caixa de areia depende muito do gosto do freguês, ou seja, seu bichinho de estimação.

Por isso, também é muito importante que você conheça a personalidade de seu amiguinho peludo. Isso porque enquanto alguns toleram mais, outros não suportam.

Esses tipos mais exigentes não gostam nem um pouquinho de encontrar a areia suja. E é bem capaz que o gato não vai querer usar a caixa de areia enquanto não estiver limpa, ou ainda, vai defecar e urinar em outro lugar.

Já a limpeza da caixa de areia mais profunda deve ser feita pelo menos uma vez por semana. Caso não esteja tão suja, ainda é possível limpar a caixa de areia quinzenalmente.

Troca da areia

É claro que é importante limpar descartar os dejetos todos os dias, separando a areia limpa daquela que está suja.

Porém, é necessário fazer uma limpeza regular, trocando a areia completamente. Isso vai depender da qualidade da areia e da sujeira do seu bichano.

Há areias mais sofisticadas, que não precisam ser trocadas com tanta regularidade. Já outras que é importante trocar com mais frequência. Geralmente, a limpeza da caixa de areia juntamente com o descarte da areia deve ser feita semanalmente ou quinzenalmente.

Como limpar caixa de areia superficialmente

A limpeza de caixa de areia superficial deve ser feita com uma pá própria, que geralmente vem juntamente com a própria caixa de areia ou é vendida em pet shops.

Ela é própria para remover a areia suja com os dejetos, e permite que a areia que não foi usada seja reaproveitada.

Como limpar caixa de areia com a pá é muito simples: basta retirar os torrões de dejetos com a pá, sacuda para a areia limpa cair e jogue no lixo. Se você achar que tem pouca areia, é só repor.

Como limpar caixa de areia semanalmente

A limpeza da caixa de areia semanalmente consiste em trocar toda a areia. Veja como:

  1. Jogue toda a areia no lixo, com cuidado para não derrubar nada no chão;
  2. Faça a limpeza da caixa de areia com água e detergente neutro;
  3. Seque bem a caixa de areia antes de colocar areia nova.
  4. Como o gato gosta muito de organização e rotina, vai estranhar muito caso a caixa de areia seja colocada em lugar diferente.

Limpeza da caixa de areia muito suja

Como limpar caixa de areia corretamente - Limpando Tudo
Produtos para limpar caixa de areia do seu gato

Agora, há situações em que a caixa de areia fica tão suja, que apenas a limpeza convencional não dá conta. Quando o bichano está com diarreia ou adoentado, por exemplo, pode ser que as fezes fiquem moles e grudem na caixa, também há casos que a urina tem um cheiro muito forte.

Nesses casos, você pode contar com a força do bicarbonato de sódio:

  1. Jogue toda a areia no lixo;
  2. Coloque água na caixa de areia e, em seguida, acrescente bicarbonato de sódio e detergente neutro;
  3. Deixe de molho por alguns instantes (é importante ter uma caixa de areia reserva);
  4. Lave com o lado macio da esponja;
  5. Seque e coloque areia limpa.

É importante lembrar que o olfato do gato é muito mais sensível do que o do ser humano e, por isso, evite colocar produtos de limpeza que deixem cheiro.

Gostou de nossas dicas de como limpar caixa de areia? Com elas, com certeza o seu bichano ficará muito confortável e se sentirá mais seguro com os seus cuidados!

Aprenda como limpar, guardar e conservar livros da maneira correta

Um livro não é apenas um livro, mas também uma obra de arte. Por isso, como limpar livros é uma questão muito importante para os apaixonados por literatura.

Quem nunca emprestou um livro, e ele voltou sujinho? Ou ainda, quem nunca encontrou aquele livro um tanto raro no sebo, mas ele veio cheio de cola, com o miolo bem amarelado, mofado, etc.? É claro que, mesmo os livros novos acabam ficando com as famosas marcas de tempo, mesmo tomando todo cuidado do mundo.

Melhores dicas para limpar livros - Limpando Tudo
Confira neste artigo como limpar e conservar seus livros corretamente!

Além disso, livros tradicionalmente ficam em estantes, um ambiente propício para a proliferação de cupins e traças. Além disso, também há a exposição a umidade (o que piora em ambientes litorâneos), que causa mofo.

Sendo assim, a limpeza de livros é muito importante para garantir a durabilidade e a beleza de seus exemplares.

E, você sabia que há técnicas bem simples, mas eficazes, que garantem uma boa limpeza de livros em diferentes estágios de sujeira e conservação?

Então, tire todos os livros da estante, separe-os por nível de sujeira e/ou manchas, abra as janelas e, agora, descubra tudo sobre como limpar livros!

Como limpar livros pouco sujos ou pouco empoeirados

Livros usados de sebos são verdadeiros achados, não apenas porque boa parte não é mais comercializada por livrarias convencionais, mas, ao mesmo tempo, costumam ser bem mais em conta. Porém, é praticamente ganhar na loteria que o livro esteja com aspecto de novo.

Como alguns livros ficam na prateleira de uma estante por muito tempo, costumam vir empoeirados. Então, antes mesmo de ler, é interessante fazer uma limpeza:

  1. Folheie o livro para que as folhas possam respirar e também para qualquer coisa que estiver no meio dele caia;
  2. Passe uma flanela de microfibra seca para remover a poeira.
  3. A poeira no cantinho é mais complicada de sair, mas existe um pulo-do-gato que facilita, e muito, a situação. Basta limpar com uma escova de dentes de cerdas macias. De preferência, compre uma apenas para este fim.

Como limpar livro com mancha de alimento

Uma das questões mais importantes é a limpeza de livro com mancha de alimentos. Muitas pessoas ficam desesperadas, pensando que o livro estragou.

Mas, não se preocupe, pois há uma técnica bem simples para remover manchas de alimentos do livro. Pode parecer bem inusitado, mas a dica é: congele o livro! Sim, é isso mesmo!

  1. Coloque o livro dentro de um saco plástico;
  2. Leve ao congelador e deixe durante 1 dia, os resíduos de alimentos vão endurecer;
  3. Retire o livro do congelador e raspe o resíduo de alimento com uma faca plástica.

Como remover mancha de óleo

Não vamos mentir, manchas de óleo são difíceis de serem removidas, mas não se preocupe, pois basta um papel toalha para absorver a mancha e amenizar a situação:

  1. Coloque uma folha de papel toalha sobre a mancha de óleo;
  2. Feche o livro e coloque alguma coisa para fazer peso (deve ser uma superfície lisa, para não danificar o livro);
  3. Deixe o livro da mesma maneira durante alguns dias, dependendo da gravidade da mancha.

Sempre verifique o estado da mancha durante o processo e, caso necessário, vá trocando o papel toalha.

Limpeza de livro com página com manchas pequenas ou rabiscada

Muitas pessoas costumam grifar seus livros com lápis, alguns sentem aflição só de ver os grifos. Se você faz parte do segundo grupo, fique tranquilo, pois basta utilizar uma borracha branca, aquelas de escola.

A borracha branca escolar também consegue ajudar na limpeza de livro com páginas com pequenas manchas, inclusive as amareladas. Não se esqueça de aplicar com delicadeza para não acabar amassando ou rasgando a página, OK?

Como limpar o corte dianteiro, superior e inferior (miolo)

O corte dianteiro, superior e, especialmente o inferior, costumam sofrer bastante. Manchas são sinais naturais do passar do tempo, isso sem contar qualquer acidente que possa acontecer. Basta utilizar uma lixa bem fina, com pouca granulação:

  1. Corte a lixa, formando um quadrado pequeno, mas o suficiente para chegar nos dois cantos do livro;
  2. Com delicadeza, lixe o corte do livro até que a sujeira desapareça.

Pode ser um processo um pouco demorado, visto que não é bom utilizar a força, mas vai valer a pena, pois o resultado é o livro com aspecto de novo!

Apenas uma observação: tenha certeza de que o livro tem as páginas brancas ou amareladas antes de iniciar o processo.  

Como limpar livro muito empoeirado

Dicas essenciais para limpeza de livros - Limpando Tudo
Como limpar e conservar livros empoeirados

A limpeza de livro com capa muito empoeirada começa com o aspirador de pó, para remover o grosso. Basta passar um aspirador de pó, de preferência um pequeno. Deixe na potência mínima.

Se o livro for danificado, coloque uma gaze no bico do aspirador para que o processo de como limpar livro não piore os danos.

Limpeza de livro: capa, lombada, contracapa e aba

Para limpar a capa, incluindo a contracapa, a lombada e a aba, você precisa saber se tem uma película protetora de plástico. A mesma coisa serve para capa dura.

Caso positivo, utilize uma flanela macia umedecida com um pouquinho de álcool gel. Aplique delicadamente sobre a capa e demais partes, em seguida passe o lado da flanela seco.

Como limpar capa de livro com cola

Um dos maiores problemas de um livro é a cola, vinda de etiquetas ou até mesmo adesivos. Mas, você sabia que tem jeito de tirar a mancha de cola de uma maneira bem simples e rápida?

Basta utilizar removedor de esmaltes, ou seja, a famosa acetona! Ela é capaz de remover as sujeiras mais difíceis e ainda consegue tirar o odor.

Mas, fique atento, pois essa técnica só deve ser usada como forma de como limpar livro com capa protegida por película de plástico.

Limpeza de livro mofado

O mofo é, com certeza, o grande pesadelo dos apaixonados por livros bem cuidados, mas não se preocupe, pois, como limpar livro mofado é possível, sim! Basta utilizar o famoso vinagre. Mas, tome bastante cuidado, pois muito líquido pode danificar o livro, deixando-o enrugado.

  1. Passe uma flanela umedecida com um pouco de vinagre de álcool;
  2. Finalize passando um algodão seco.

Como salvar o livro dos cupins

As estantes para livros de madeira são um “prato cheio” para cupins, literalmente. Por isso, a prevenção é essencial, e isso inclui uma limpeza periódica da estante.

Mas, se mesmo assim aconteceu a proliferação dos cupins, não precisa jogar o livro fora, basta agir rapidamente:

  1. Com uma trincha (pincel grosso), faça a limpeza de livro, ou seja, todas as páginas sujas;
  2. Coloque o livro em um saco plástico;
  3. Feche bem, deixando o mínimo de ar possível;
  4. Coloque o livro no congelador e deixe durante duas semanas;
  5. Deixe descongelando por dois dias e pronto, o seu livro estará livre de cupins!
  6. Se necessário, faça o processo de como limpar livro.  

Como conservar os livros

Dicas de limpeza de livros - Limpando Tudo
Dicas para conservar seus livros da maneira ideal

Além de como limpar livro, é importantíssimo saber como conservar e como manejar seus exemplares:

Você gostou de nossas dicas de como limpar livros? Mantenha o hábito de tirar o pó sempre que retirar um livro da estante e faça a limpeza completa pelo menos uma vez, preferencialmente duas vezes ao ano.

Como limpar moeda antiga: 9 dicas essenciais

Como limpar moeda antiga é uma questão muito importante que é feita pelos numismáticos iniciantes, ou seja, aqueles que praticam a numismática, que nada mais é do que a coleção de moedas antigas. E por que esse assunto é tão importante?

Acontece que a numismática não estuda apenas o valor histórico e financeiro de uma moeda, mas também o valor artístico. E, para que não se perca este valor, é importante ter cuidado redobrado, triplicado, e muita consciência na hora de fazer a limpeza de moeda antiga.

Dicas de limpeza de moeda antiga - Limpando Tudo
Aprenda a melhor forma de limpar suas moedas antigas

E o problema é: uma limpeza mal feita pode simplesmente arruinar a sua moeda, em vez de melhorar seu aspecto e qualidade. Então, se você não tem certeza do que você está fazendo, e que você tem habilidade para esta tarefa, é melhor deixar as moedas sujas, já que é melhor uma sujeira do que uma marca que faça perder todo o valor numismático da moeda.

Além disso, também é mais do que importante treinar bastante antes de fazer a limpeza de moeda antiga com maior valor. Por isso, use aquelas moedas repetidas, ou que valham menos. Só passe para as moedas mais caras quando estiver confiante.

Neste artigo, você vai aprender como limpar moedas desenterradas, enferrujadas ou imundas.

O que você precisa saber antes de decidir limpar

É muito importante que você saiba que como limpar moeda antiga nada tem a ver com deixar as moedas brilhantes e com a aparência de nova.

Há uma grande diferença entre um e outro: os numismáticos gostam da descoloração das moedas antigas, e prezam muito pela naturalidade das moedas. Então, não se deve cometer o erro de tentar deixar as moedas antigas como novas, recuperar o brilho e nem nada do tipo.  

Isso quer dizer que, do ponto de vista numismático, a limpeza de moeda antiga a ponto de deixar brilhante faz com que a moeda possa perder em até 90% do valor! Aliás, a aparência da moeda – inclusive como ela foi afetada pelo tempo – conta muito para que os negociadores de moedas avaliam o preço.

Por isso, se você está pensando em entrar para este ramo, nem pense em alterar a aparência da moeda! Em outras palavras, como limpar moeda no ponto de vista numismático não tem relação com passar produtos que restauram o brilho.

Além disso, é muito importante que não sejam usados nenhum produto abrasivo, ou objetos que possam arranhar a moeda.

Porém, há algumas moedas antigas que não valem mais do que o valor facial. Nesse caso, não há tanto problema em tentar limpar de forma que a deixe com o aspecto original. Se você acha que não irá se desfazer da moeda – por ser um presente de família, por exemplo – também não há problema deixar a moeda brilhosa, se for do seu gosto. Mas pense muito antes de fazer isso.

Em geral, a limpeza de moeda antiga deve ser feita quando as moedas são desenterradas e, por isso, estão impregnadas com muita sujeira. Além disso, dependendo do material que estiver depositado na moeda, poderá oxidar mais rapidamente e, com isso, danificar o objeto.

Por último, e não menos importante, você deve conhecer o material ou liga da qual a moeda é feita. Isso porque cada tipo de metal possui uma especificidade.

Retirar ou não retirar a pátina?

Sabemos que a numismática define o valor de uma moeda antiga pelo tempo que ela tem ou pelo número de quantidades que foram feitas em determinado momento. E não é só isso: o aspecto da moeda antiga e a ação do tempo também valem muito.

Mas outra coisa que vale – e muito! – para definir o valor da moeda é a pátina. Você sabe o que é isso? Trata-se da camada que se forma em cima da moeda quando ela ficou enterrada no solo. Dependendo do tipo de camada, a coloração é diferente, podendo ser esverdeada, amarelada ou ainda mais escura.

A pátina nada mais é do que um processo natural que mostra que uma moeda antiga é autêntica. Por isso, uma moeda que possui pátina é valorizada, muito mais do que se você remover na limpeza da moeda antiga.

Aliás, você sabia que a pátina demora muito tempo para ser formada na moeda? É por esta razão que essa camada é tão valorizada.

É esta a razão principal de que você, ao pensar em como limpar moeda antiga, não deve se preocupar em remover a camada esverdeada e devolver o aspecto brilhante e original à peça, mas sim remover somente a sujeira mais superficial.  

Como limpar moeda de bronze, cobre e latão

Moedas de bronze exigem um cuidado mais do que especial, pois a porosidade da estrutura delas absorve a água. Ou seja, esqueça a ideia de lavar, mesmo que você passe horas enxugando a peça. Qualquer umidade fará com que a oxidação acelere e, consequentemente, a moeda ficará arruinada.

Já adiantamos que, caso a sua moeda esteja com verdete (camada de acetato de cobre que dá à peça uma coloração esverdeada) o melhor que você tem a fazer é levar a moeda para um perito, pois ele sabe como limpar moeda antiga e não haverá risco de dano.

Moedas de cobre, bronze e latão devem ser limpas a seco, utilizando uma escova de latão – que dá acabamento dentro e fora de peças de latão, que possuem um maior número de cerdas e elas são mais macias. Outras escovas que podem ser utilizadas é a de limpar prótese dentária e a que é utilizada para trabalhar metais preciosos.

É importante destacar que nenhuma escova utilizada na limpeza de moeda deve ser usada em processos que utilizem água.

Como limpar moeda antiga corretamente - Limpando Tudo
Melhores produtos para limpar moeda antiga

Não se esqueça de que como limpar moeda antiga deve ser um processo em que a escova será utilizada apenas para remover a sujeira, não para restituir a aparência original da peça.

Após a limpeza da moeda ser feita, os resíduos que são mais difíceis de se alcançar podem ser removidos com grafite em pó e uma escova de dentes bem macias. Com isso, o grafite fixa na peça, tampando a porosidade (o que previne a oxidação causada pela umidade), além de dar uniformidade à moeda.

Também é possível utilizar um objeto pontiagudo para remover os resquícios de sujeira dos cantos mais difíceis de se alcançar. A dica da nossa equipe é que você faça uso de uma lupa, para poder observar melhor a sujeira. E nunca se esqueça: não arranhe a moeda!

Como limpar moedas de cuproníquel e alpaca

O cuproníquel é uma fusão de níquel e cobre, enquanto a alpaca é parecida, mas vem com adição de zinco. Antes de mais nada, é importante que você tampe o ralo, pois moedas muito pequenas podem ser facilmente perdidas se você estiver fazendo a limpeza de moeda antiga na pia.

Como limpar moeda antiga desse tipo deve ser feita com sabão neutro, nada de detergente, álcool ou amoníaco.

Esses tipos de materiais são agressivos e, por isso, fazem com que a peça oxide rapidamente e fique com uma coloração avermelhada.

Ainda há a opção de utilizar creme dental branco (nada daqueles com listras coloridas).

Use a ponta dos dedos para esfregar com delicadeza. Ou, se preferir, também é possível utilizar uma escova de dentes extra macia. Por fim, também é possível limpar a moeda antiga com escova de latão, com cerdas bem macias.

Esse método de creme dental deve ser utilizado com muito cuidado, pois pode acabar removendo a pátina da moeda, além de dar brilho à peça. Por isso, remover a sujeira com a ponta dos dedos é a melhor opção. Remova as sujeiras mais difíceis com um palito de madeira.

Não seque com tecidos fabricados de algodão, já que as impurezas das fibras podem arranhar a moeda. Seque com um papel absorvente com textura macia.

Se a sujeira estiver muito difícil de sair, você pode deixar a moeda de molho em uma solução de ácido cítrico antes do processo de como limpar moeda antiga.

Como limpar moedas de ferro

Você quer saber como limpar moeda de ferro? O segredo é: Não limpe! Sim, é isso mesmo! Tentar tirara ferrugem da peça pode provocar buracos na moeda, o que pode destruir detalhes que não eram exatamente um problema para os numismáticos.

Especialmente a limpeza de moeda antiga de ferro com água não deve ser feita em hipótese alguma, já que a água faz com que o ferro enferruje com maior velocidade.

Utilize uma escova de cerdas macias para remover a sujeira da moeda de ferro. Porém, tome muito cuidado, pois não se deve tentar remover a ferrugem ou devolver à peça o brilho original.

Uma dica que os numismáticos costumam passar é mergulhar a peça em azeite de oliva ou outro óleo neutro. Em seguida, esfregue delicadamente com a ponta dos dedos.

Finalize a limpeza de moeda antiga com um papel absorvente ou uma toalha limpa e macia. Por fim, utilize o jato morno do secador de cabelo.

Não se esqueça de que, como o ferro é muito sensível à umidade, é importante guardar em um envelope ou em um coin holder.

Como limpar moedas de prata

A limpeza da moeda de prata não é recomendada! Isso porque é uma das moedas mais cobiçadas na numismática.

Mas, se você quer arriscar, não utilize produtos específicos para limpar prata (é isso mesmo que você leu!) e não utilize detergente. Isso porque não é o seu objetivo fazer a peça brilhar, lembra?

Também não recomendamos utilizar borracha na limpeza de moedas antiga de prata, já que o enxofre presente no objeto faz com que haja uma reação que pode causar uma mancha na moeda. Sem contar que o atrito da borracha provoca a oxidação.

Recomendamos utilizar água destilada, comprada em farmácias, e sabão neutro. Esfregue delicadamente com a ponta dos dedos e enxágue com água.

Como a prata é um metal muito sensível, não seque com tecidos de algodão, pois podem arranhar a peça. Seque com um papel absorvente e remova as sujeiras de lugares mais difíceis com um palito de madeira. Não pressione

Se a moeda estiver muito suja ou oxidada, é possível deixar a moeda de molho em uma mistura de água destilada e ácido cítrico. Prefira comprar no supermercado, pois o limão pode ser muito forte ou fraco, dependendo do tipo.

Deixe o tempo necessário para fazer a limpeza da moeda e, em seguida, lave com delicadeza com sabão neutro. Em seguida, seque com um papel de alta absorção e deixe secar ao sol durante 15 minutos.

Como limpar moedas antiga de ouro

Quem não sonha com uma moeda de ouro, igual aos tesouros encontrados nos baús piratas enterrados? É claro que o ouro é um dos metais mais cobiçados e, por isso, como limpar moeda antiga de ouro exige muito cuidado.

Especialmente com esse tipo de moeda, é muito importante que você saiba exatamente o que está fazendo e, para isso, treine muito com moedas de menor valor.

Faça a limpeza de moeda antiga de ouro com água destilada morna e sabão neutro. Use a ponta dos dedos, mas utilize a mesma delicadeza que você teria para remover um cílio de seu olho.

Em seguida, enxágue a moeda com água corrente. Não utilize panos para secar a peça, pois as impurezas podem arranhar este metal tão sensível. Estenda uma toalha felpuda (para aumentar a maciez da superfície) e, por cima, coloque um papel absorvente bem macio.

Umedeça a ponta de um palito de madeira para remover a sujeira dos detalhes mais difíceis de se alcançar.

Como limpar moedas de outros metais

Não podemos falar em como limpar moeda antiga sem citar alumínio, estanho e zinco. Porém, estes materiais não devem ser limpos de nenhuma maneira, já que estão sujeitos aos danos provocados pelas reações químicas.

Limpeza ultrassônica de moedas

Dicas essenciais sobre como limpar moedas antigas - Limpando Tudo
Qual a melhor forma de limpar moeda antiga?

A limpeza ultrassônica é um método de limpeza de moeda antiga utilizada quando há peça está com muita sujeira acumulada (especialmente lama, graxa, crosta de terra, etc.), impossibilitando que uma limpeza caseira resolva o problema.

Apesar de não trazer o brilho à peça (o que é bom), o limpador ultrassônico pode causar danos na moeda e, consequentemente, comprometendo o seu valor.

Você gostou de nosso artigo de como limpar moeda antiga? Seguindo nossas dicas, certamente você vai poder fazer a limpeza sem danificar a peça e, consequentemente, manterá o valor numismático.

Aprenda a limpar porta da maneira ideal

A limpeza das portas é essencial, já que elas são extremamente utilizadas e são a primeira coisa que alguém vê ao chegar no ambiente. Assim, saber como limpar porta facilmente pode ser de grande ajuda.

Apesar disso, muitas pessoas ainda pensam que não há como limpar a porta de casa, principalmente se ela for de madeira. E é exatamente por isso que esse artigo pode te ajudar.

A realidade é que você deve sim limpar as portas de sua casa para que elas fiquem conservadas e não se tornem encardidas com o tempo.

Então, neste artigo iremos te mostrar como fazer isso!

Melhores dicas para limpar porta - Limpando Tudo
Saiba qual a maneira correta de limpar porta

Como limpar porta encardida

As portas encardidas são um grande problema e estão presentes principalmente em locais mais antigos ou com grande número de passagem de pessoas, e é justamente por isso que saber como limpar porta encardida pode te ajudar.

Antes de mais nada, é importante ter em mente que algumas portas encardidas podem não voltar às suas condições iniciais, mas com a dica que daremos aqui você com certeza poderá reduzir a sujeira.

Como limpar porta encardida - passo a passo

Materiais necessários:

Modo de fazer:

  1. Derreta o óleo de coco e coloque-o na bucha seca;
  2. Passe o óleo de coco por toda a extensão da porta, principalmente as partes encardidas;
  3. Deixe o óleo de coco agindo por cerca de 15 minutos;
  4. Para retirar, utilize detergente com outra bucha;
  5. Para finalizar, passe uma flanela seca por toda a porta e retire o sabão.

Pronto! O óleo de coco irá ajudar a retirar a sujeira mais antiga, e o detergente irá finalizar também limpando a porta e retirando o óleo de coco.

Viu como é possível limpar porta encardida com óleo de coco?

Como limpar porta de diferentes materiais

Nem todas as portas são feitas de madeira, e é justamente por isso que saber como limpar portas de diferentes materiais pode te ajudar muito no dia a dia.

Então, confira agora como funciona a limpeza de porta de diferentes materiais.

Como limpar porta de ferro

O principal cuidado a se ter ao limpar portas de ferro é com a umidade que pode acabar criando ferrugem. Para que isso não aconteça, a porta de ferro deve ser limpa de maneira cuidadosa.

Assim, confira esse passo a passo para limpar porta de ferro:

Materiais necessários:

Modo de fazer:

Pronto! É importante secar bem para garantir que a umidade não ficará na porta, mas todo o processo é super simples.

Como limpar porta de vidro

As portas de vidro são outro problema porque podem acabar ficando manchadas, e por isso é importante saber como fazer limpeza de porta de vidro sem deixá-la manchada.

Neste caso, basta utilizar um limpa vidros para retirar qualquer aspecto embaçado e sujeira. A dica aqui é secar bem a porta depois para garantir que não fiquem manchas por conta da umidade.

Dicas de como limpar portas - Limpando Tudo
Confira neste artigo como limpar porta de vidro

Bons produtos para limpar porta

Por fim, é também interessante saber quais são bons produtos para limpar porta que você pode ter em casa. Esses produtos podem facilitar sua vida e ajudar a fazer uma limpeza mais rápida.

Logo, essas dicas são ótimas para você que quer saber como limpar porta passo a passo e ainda não entendia muito bem como fazer isso.

Coloque tudo em prática e você verá como essa limpeza é muito mais simples do que parece.

Mãos à obra!